• jornalismo42

A ampliação do horário de funcionamento de postos de saúde de BH começa neste sábado (1)

A ampliação do horário de funcionamento de nove centros de saúde de Belo Horizonte, para desafogar a superlotação de UPAs na capital, vai começar a partir deste sábado (1º).

O detalhamento da medida foi informado pelo secretário de Saúde, Jackson Machado, em coletiva de imprensa nesta quarta-feira (29).

Segundo ele, Belo Horizonte vem sofrendo com a mesma situação registrada no Rio de Janeiro e São Paulo, quando houve aumento nos atendimentos por causa de surtos de gripe. A cobertura vacinal contra a doença na capital mineira não chega a mais de 75%.

"Para vocês terem uma ideia, houve uma aumento de 46% nos atendimentos de casos com problemas respiratórios nas últimas duas semanas. O número de leitos pediátricos aumentou 75%", disse o secretário. Só no dia 27 de dezembro, 3.553 pessoas foram atendidas nas nove unidades de pronto atendimento (UPAs). Em média, dois mil pacientes procuram estes locais diariamente em Belo Horizonte.

Segundo o secretário, 75,1% destas pessoas poderiam ter sido atendidas nos centros de saúde, evitando o desgaste nas UPAs.

Para tentar contornar a situação, haverá um posto de saúde por regional funcionando de 7h a 22h30, de segunda a sexta, e de 7h a 22h, aos sábados, domingos e feriados.

Ainda segundo o secretário, todas as pessoas que procurarem os centros de saúde e as Unidades de Pronto Atendimento (UPA) serão testadas para Covid-19.

Jackson Machado reitera que as unidades de pronto atendimento devem ser procuradas apenas em casos mais graves. Em suspeita de Covid, por exemplo, falta de ar é um sintoma que deve ser direcionado a UPA. Ocorrências mais leves podem ser encaminhados para Centros de Saúde.

Veja os Centros de Saúde que terão o horário ampliado:

BARREIRO

Centro de Saúde Francisco Gomes Barbosa: avenida Nélio Cerqueira, 15, Tirol

CENTRO SUL

Centro de Saúde Nossa Senhora Aparecida: rua Paulino Marquês Gontijo, 109, Novo São Lucas

LESTE

Centro de Saúde Vera Cruz: Praça Pedro Lessa, 36, Vera Cruz

NORDESTE

Centro de Saúde Cachoeirinha: rua Borborema, 1.325, Cachoeirinha

NOROESTE

Centro de Saúde Califórnia: avenida das Castanholas, 277, Califórnia

NORTE

Centro de Saúde Floramar: avenida Saramenha, 3, Guarani

OESTE

Centro de Saúde Vila Imperial: rua Guilherme Pinto da Fonseca, 350, Madre Gertrudes

PAMPULHA

Centro de Saúde Santa Terezinha: rua Senador Virgílio Távora, 157, Santa Terezinha

VENDA NOVA

Centro de Saúde Jardim Europa: rua Edimburgo, 140, Jardim Europa



Falta de médicos Belo Horizonte tem um déficit de mais de 400 médicos em seus centros de saúde e UPAs. Segundo Jackson Machado, dois chamamentos foram divulgados recentemente pela prefeitura, na tentativa de preencher as vagas.

Na semana passada, cerca de 100 profissionais foram contratados, mas não foi suficiente para suprir a demanda. As UPAs do Barreiro, Leste, Norte e Noroeste são as mais procuradas de Belo Horizonte.

De acordo com o secretário, o fechamento do pronto atendimento do Hospital Julia Kubitscheck acabou estrangulando o serviço na UPA Barreiro. A reabertura está em discussão com o governo estadia.

O prefeito Alexandre Kalil (PSD) disse que está preocupado com um possível surto de gripe.

"Nós vamos tentar resolver o problema, estamos achando as formas, vamos trazer médicos , vamos trazer enfermeiro", disse ele.




0 comentário
radio_bar2.png

Ouça ao vivo!