• Gaby Silva

A evolução do "zagueiro" Guga




Assim como em todos os seguimentos da vida, o futebol requer adaptação e resiliência, e Cláudio Rodrigues Gomes, o popular Guga, é prova disso. O jovem lateral de 22 anos chegou ao Atlético no início de 2019, vindo do Avaí.



Com boas referências vindas da equipe catarinense, a contratação do lateral foi comemorada pela torcida. Dono de um futebol muito ofensivo, mas limitado defensivamente, Guga dividiu opiniões da torcida em seu primeiro ano. Mas foi um fato fora dos gramados que fez a Massa Atleticana perder a paciência com ele.



Após o título da Libertadores do Flamengo, frente ao River Plate, um vídeo do atleta comemorando a conquista do histórico rival do Galo, vazou na internet. A torcida não perdoou e direcionou varias críticas ao então camisa 98 do Clube Atlético Mineiro.

Guga se desculpou com a torcida e afirmou ter sido uma brincadeira entre amigos, e com muito trabalho buscou se redimir com a torcida.


2020


Com a vinda do técnico Dudamel, assim como todo elenco atleticano, Guga teve muitas dificuldades dentro de campo; inclusive, o técnico venezuelano revezava Guga e Patric na lateral direita, não dando ritmo e sequência para os atletas.

Com o início irregular da temporada, Guga e todo Atlético conviveu com muita pressão de torcida e impressa. Pressão que refletiu na demissão de Rafael Dudamel



Jorge Sampaoli


A grande virada da carreira de Guga aconteceu com o anúncio de Jorge Sampaoli para o comando técnico do Galo. O argentino de 60 anos assumiu o Atlético em março, um jogo antes da paralisação do futebol em decorrência da pandemia do novo coronavirus, a Covid-19.


Durante a pausa e até mesmo o retorno do futebol, em agosto, muito se falou de uma possível venda de Guga e até mesmo a não utilização dele, pelo fato de não ter as características que Sampaoli preza em um atleta de defesa. Ledo engano!



Sampaoli soube moldar o lateral e ajustar a principal dificuldade dele, a defesa. Com o argentino, Guga vem sendo uma peça importante no esquema tático, vencendo a disputa contra o experiente Mariano, pela vaga de titular na lateral direita atleticana. Porém Guga reconhece que a sua função vai muito além do trivial.


"A gente tem que se adaptar ao estilo do nosso treinador. Ele me colocou para exercer uma função diferente do que eu estava acostumado, mas acredito que eu tenho feito bem. Ele (Sampaoli) me dá alguns conselhos pra tá sempre evoluindo. É uma função mais como um terceiro zagueiro, chegando como um volante, mais por dentro. É mais questão de leitura de jogo, de uma função mais posicional. Acho que tem dado muito certo." analisou Guga.


Foto: Agência Galo!

Nesta função de "terceiro zagueiro" Guga vem tendo bons números mas convive com dois erros cruciais que renderam gols para o adversário. O primeiro, na vitória por 3 a 2 contra o Corinthians, quando recuou mal a bola para o goleiro Rafael. O segundo erro também foi um recuo mal sucedido, mas diferente do jogo contra o Corinthians, pela 2° rodada do Campeonato Brasileiro, o Atlético saiu derrotado. Guga foi alvo de muitas críticas da torcida.

"Normal (as críticas), ainda mais aqui no futebol brasileiro. A gente faz excelente campanha, só dependemos de nós mesmos para voltar à liderança. O peso da mídia, de todo mundo, é como se tivesse tudo errado, parece que a gente perdeu a chance de ser campeão. A gente ainda tem um turno inteiro para disputar. E só dependemos de nós. Não tem nada errado. A gente tem que saber lidar com isso", analisou Guga.


Mesmo com as críticas por parte da torcida, a moral do jogador continua alta com Sampaoli, e não é por menos.


Segundo os números do site de desempenho SofaScore, Guga tem números positivos.

Em 15 jogos pelo Brasileirão ele tem as seguintes médias por partida:


• Roubadas de bola 2,3

• Interceptações 2,1

• Disputas vencidas (último terço) 0,5

• Dribles sofridos por jogo 1

• Jogadas cortadas 0,8

• Disputas de bola (geral) 4,8 (53%)

• Duelos vencidos no chão 3,7 (58%)

• Duelos aéreos vencidos 1,1 (41%)


Além das médias, Guga tem uma assistência e um gol, na atual edição do Campeonato Brasileiro.


Por: Marcos Botelho!



#ARádioDaMassa!

0 comentário
radio_bar2.png

Ouça ao vivo!