• jornalismo42

A maior parte das cidades da RMBH avançará para a "onda vermelha" do Minas Consciente

Após o anúncio feito pelo governador de Minas, Romeu Zema (Novo), nesta quinta-feira (15/04), 60% do estado está na onda vermelha do plano Minas Consciente.


Apesar da liberação, as medidas de reabertura dos serviços não essenciais ficam a critério de cada prefeitura. Na microrregião de Belo Horizonte, três cidades já confirmaram que vão aderir à nova fase: Nova Lima, Santa Luzia e Contagem.

Segundo a Prefeitura de Nova Lima, a cidade vai seguir o plano e um novo decreto será editado para adequação das medidas, que passarão a valer a partir di próximo sábado, 17/4.

Em Santa Luzia, o anúncio foi feito pela conta do Twitter do prefeito delegado Christiano Xavier. De acordo com a publicação, todos os serviços estarão em funcionamento a partir do dia 17/4. "Tudo liberado A partir desse sábado, 17/04, Santa Luzia volta com todo o comércio, atividades esportivas, educativas e afins ! Apenas as feiras livres, como a do Palmital, que ainda não !! Mas mantenham todos os cuidados e protocolos exigidos, o momento ainda requer cuidados".


Contagem também voltará para fase vermelha e vai adotar as medidas que estavam previstas no decreto 055/2021 de 8/3 de 2021, que foi aprovado antes da imposição da onda roxa. Neste caso, as medidas restringem a abertura dos serviços não essenciais, como bares, restaurantes e salões de beleza.

Ibirité segue o Minas Consciente e a partir de sábado (17/4) também passa para a onda vermelha. Apesar de ser permitido a abertura do comércio não essencial, a prefeitura continuará a fazer ações educativas. Vale lembrar que, apesar da flexibilização do comércio, o hospital de campanha da cidade segue com altas taxas de ocupação.


A Prefeitura de Betim decidiu prorrogar o decreto que estabelece medidas mais restritivas contra a Covid-19 até a próxima quarta-feira (21). Mesmo com aval do estado para avançar da onda roxa para a onda vermelha do Minas Consciente, o município optou por manter os comércios não essenciais fechados por mais seis dias. A medida foi anunciada pelo prefeito Vittorio Medioli (PSD) nas redes sociais nesta quinta-feira (15). "Pela primeira vez em toda a pandemia acho um pouco apressado retornar à Onda Vermelha porque a situação ainda é grave. Houve um recuo, sim, mas essas variantes são muito mais agressivas, então não podemos, neste momento, arriscar voltar ao momento mais crítico. Enquanto as pessoas não forem vacinadas, a letalidade é provável até para os mais jovens. É por isso que estou convencido de que precisamos segurar mais alguns dias", afirmou o prefeito. As restrições impostas para os templos religiosos também continuam válidas até o dia 21 de abril. Segundo a prefeitura, eles só podem ficar abertos para visitação individual. Reuniões estão liberadas somente aos domingos em templos que possuem termo de ajustamento municipal firmado. Esses locais devem permitir lotação máxima de 25% da capacidade total e realização de até quatro celebrações por dia.


Outras cidades, como Caeté, Sabará, Nova União, Barão de Cocais, Itabira, Sarzedo e Pedro Leopoldo, farão reuniões nesta sexta-feira (16/4) para decidir os rumos no combate à pandemia.





0 comentário
radio_bar2.png

Ouça ao vivo!