• jornalismo42

Belo Horizonte tem 30% mais casos de gripe, pelo vírus influenza, neste ano

Diante da baixa cobertura vacinal contra a gripe, o número de casos da doença cresceu 30% em Belo Horizonte em comparação com o ano passado. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde (SMSA), apenas 62% do público-alvo, que é de 1,1 milhão de pessoas, foi imunizado contra influenza na capital. A meta estipulada pelo Ministério da Saúde é proteger 90% dos grupos prioritários.


Em 2020, foram 94,5 mil diagnósticos da enfermidade na capital. Até novembro deste ano, a secretaria contabilizou 123 mil infectados. Em relação aos quadros de pneumonia viral, foram 1.027 casos no ano passado e 1.265 até o mês passado - um crescimento de 23%.


No Rio de Janeiro, o número de doentes disparou. A influenza já provocou a contaminação de 21 mil pessoas nas últimas semanas só na capital fluminense. Enquanto a PBH afirma que não há surto por aqui neste momento, o infectologista Unaí Tupinambás, membro do Comitê de Enfrentamento à Covid, não descarta a possibilidade.


“O vírus H1N1 tem uma transmissão muito fácil, as pessoas se deslocam de um Estado para o outro. Temos o risco de ter um surto de gripe aqui também”, avaliou o médico.


De acordo com o especialista, o aumento do número de doentes já era esperado por conta do isolamento provocado pelo Coronavírus. “Agora com a flexibilização estamos com movimentação urbana em níveis pré-pandêmicos”, afirmou.


Conforme a SMSA, há uma vigilância dos casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) nos hospitais e Unidades de Pronto Atendimento para monitorar o estado de saúde dos pacientes e o vírus predominante. “Esses dados servem para orientar a assistência prestada, assim como a elaboração das vacinas”, afirmou, em nota.


De acordo com o Executivo, o município possui um Plano de Contingência para Enfrentamento da Influenza e outras doenças respiratórias, que prevê a abertura e ampliação de serviços e monitoramento dos casos.


Vacinação


Por conta da baixa procura durante a campanha em 2021, encerrada em julho, a vacina passou a ser aplicada em toda a população com pelo menos 6 meses de idade.


O imunizante, segundo a administração municipal, está disponível em todas as unidades de saúde. Para verificar os endereços, basta acessar o portal da Prefeitura de BH.


Considerando o cenário epidemiológico em Minas, a Secretaria de Estado de Saúde (SES) afirmou que é preciso manter o alerta e as boas práticas recomendadas para a prevenção de vírus respiratórios, além de seguir com os esforços para alcançar “altas e homogêneas coberturas vacinais contra a gripe”.




0 comentário
radio_bar2.png

Ouça ao vivo!