• jornalismo42

BH tem nova etapa de flexibilização com torcida em jogos, bares até 23h e mais público em eventos

A Prefeitura de Belo Horizonte, por meio do secretário Municipal de Saúde, Jackson Machado, anunciou, nessa terça-feira (27) que haverá liberação de público nos estádios da cidade, atendendo ao limite de 30% da capacidade, com torcida única do mandante. Além disso, o funcionamento dos bares foi ampliado, assim como a capacidade de shows na capital. A nova flexibilização passa a valer a partir desta quinta-feira (29).


Torcida nos estádios

Os torcedores deverão fazer teste PCR ou teste rápido com antecedência máxima de 72 horas. Para evitar aglomerações, não haverá transporte público para os estádios.

“Recomendamos fortemente que grávidas não compareçam aos jogos”, disse Jackson Machado. A venda de ingressos será exclusiva pela internet. Nome e telefone de todos os compradores deverão ser fornecidos para que a Secretaria Municipal de Saúde faça rastreamento em casos positivos, segundo Machado.

Ainda de acordo com o secretário, será feita operação para coibir aglomeração no entorno dos estádios. Os organizadores dos jogos deverão fazer com que os torcedores cheguem cedo e entrem cedo.

Como a CBF ainda não autoriza a presença de público em torneios nacionais, a novidade só deve valer para jogos organizados pela Conmebol, como a Copa Libertadores.

A flexibilização acontece, de acordo com o secretário, porque há estabilidade da Covid-19. O número de transmissão por infectado está em 0,91, ou seja, cada 100 pessoas transmitem o vírus para outras 91. A taxa de leitos de UTI está em 57,9% e de enfermaria em 46,5%.


Bares e Restaurantes até 23h e Shows Maiores

De acordo com secretária municipal de Política Urbana, Maria Caldas, o horário de funcionamento dos bares será ampliado para 23h. Até então, eles tinham permissão para funcionar até as 22h.

Lojas de conveniência podem funcionar também aos domingos. O horário permitido, diariamente, é até as 22h.

Haverá novas regras também para shows e eventos que solicitarem licenciamento. Se for um show com assentos fixos, o público máximo passa de 600 para 800, se não tiver comida. Se tiver alimentação, o limite de pessoas passa de 400 para 600.

"Em todas estas situações é exigido o teste. [O decreto] Será publicado na quinta-feira e já entra em vigor", disse Maria Caldas.



0 comentário
radio_bar2.png

Ouça ao vivo!