• Adriana Valadares

Campanha de vacinação contra a gripe chega à última fase com 34% do público-alvo imunizado em MG

Ainda com baixa adesão, a Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza avança, nesta quarta-feira (9), para a terceira e última etapa, prevista para terminar daqui a um mês, no dia 9 de julho.

Segundo dados de terça-feira (8) do Ministério da Saúde, 2.887.159 pessoas foram imunizadas contra a gripe em Minas Gerais, o que corresponde a 34,2% do público-alvo total, composto de 8.433.958 pessoas. Mais de 5,5 milhões de mineiros ainda são esperados.

De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG), na terceira fase, serão contemplados os seguintes grupos:

  • Pessoas com comorbidades;

  • Pessoas com deficiência;

  • Trabalhadores de transporte coletivo;

  • Trabalhadores portuários;

  • Forças de Segurança e Salvamento;

  • Forças Armadas;

  • Funcionários do Sistema de Privação de Liberdade;

  • População privada de liberdade e adolescentes e jovens em medidas socioeducativas.


A primeira etapa, de 12 de abril a 10 de maio, foi voltada para crianças de 6 meses a menores de 6 anos, gestantes, puérperas, povos indígenas e trabalhadores da saúde. Já a segunda, que começou no dia 11 de maio e termina nesta terça-feira (8), focou em idosos e professores.

Entre os grupos já contemplados, o dos idosos registra a menor cobertura vacinal em Minas: 39,6%.

Pessoas que integram os grupos contemplados nas primeiras etapas da campanha que, por algum motivo, não se vacinaram contra a gripe, ainda podem comparecer aos postos.

Na última semana, o secretário estadual de Saúde, Fábio Baccheretti, fez um apelo para que as pessoas busquem os postos e garantam a proteção contra a gripe. O estado tem, aproximadamente, 3.500 salas de vacinação.

“É importante que a população entenda que a gripe também é uma doença que pode matar. Ela tem uma letalidade menor, mas pode ter gravidade e levar à morte. Então, a população tem que ir aos postos de saúde e tomar a vacina”, disse.

A vacina visa reduzir complicações, internações e óbitos em decorrência da gripe e é muito importante para evitar a sobrecarga dos hospitais, neste momento de alta demanda por pacientes com Covid-19.

Por questões de segurança, as pessoas devem respeitar um intervalo de 14 dias entre os imunizantes contra o coronavírus e a influenza.

Capital

Belo Horizonte vai seguir as orientações do Ministério da Saúde e iniciar a terceira fase da campanha de vacinação contra a gripe nesta quarta-feira. Além dos grupos previstos pela SES-MG, os caminhoneiros serão vacinados nesta etapa na capital.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, cerca de 320 mil pessoas integram o público-alvo da última fase. Elas serão imunizadas nos centros de saúde.

As pessoas com comorbidades devem apresentar laudo, atestado ou exames. Aquelas com idade acima de 12 anos poderão receber a dose nos centros de saúde e, a partir de quinta-feira (10), em drogarias, onde idosos também estão sendo vacinados.

Nas farmácias, as doses são aplicadas das 8h às 14h, de segunda a sexta-feira, e das 8h às 12h, aos sábados. Os endereços estão disponíveis no site da prefeitura.

Crianças, gestantes, puérperas e trabalhadores da atenção primária estão sendo imunizados nos centros de saúde, com exceção das unidades 24 horas para casos não relacionados à Covid-19 e dos postos destinados à imunização de pessoas com comorbidade contra a doença. Os endereços e horários também estão no portal da prefeitura.

Os demais trabalhadores da saúde estão recebendo as doses nas instituições onde trabalham.

De acordo com a prefeitura, considerando os grupos das duas primeiras etapas, a cobertura vacinal está em 41% na capital.





0 comentário
radio_bar2.png

Ouça ao vivo!