• Adriana Valadares

Corpo de Bombeiros já combateu quase 6 mil incêndios florestais no estado este ano

O Corpo de Bombeiros divulgou, o número de atendimentos em Minas Gerais de combate a incêndios florestais. Desde o início deste ano até maio foram 5.970 registros, sendo que o quinto mês teve o maior número: 2.661.

De acordo com a corporação, os incêndios florestais ou em vegetação acontecem, na maioria das vezes, por ações causadas pelo homem. Ainda conforme os militares, "no período de seca, com vento e baixa umidade relativa do ar, pequenas fagulhas podem se propagar provocando um grande incêndio, por este motivo, é preciso estar atento".

Os bombeiros alertam que os incêndios podem colocar em risco pessoas e bens, além dos danos ambientais que podem ser irreversíveis. Conforme os dados da corporação, os números neste ano só aumentaram, sendo que em janeiro foram 478. Orientações dos bombeiros: -Não solte balões ou fogos de artifício perto de florestas ou áreas rurais; -Não lance guimbas de cigarros acesos pelas janelas de veículos ou no chão em áreas rurais ou às margens das rodovias; -Evite o acúmulo de lixo em lotes vagos. Se for passear ou acampar em um parque, floresta ou áreas de preservação evite: -Lançar guimbas de cigarros; -Se acender uma fogueira, remova todas as folhas secas e faça um círculo com pedras ao redor do fogo; -Esteja sempre vigilante e ao término, apague-a com água e terra; -Não jogue no chão vidros e outro tipo de lixo. Se for realizar uma queimada, não se esqueça de: - Solicitar autorização a um escritório do Instituto Estadual de Florestas (IEF). Danos ambientais:

-Redução da biodiversidade; -Alterações drásticas dos biótopos, reduzindo as possibilidades de desenvolvimento equilibrado da fauna silvestre; -Facilitação dos processos erosivos; -Redução da proteção dos olhos d’água e nascentes; -Perdas humanas e traumatismos provocados pelo fogo ou por contusões; -Desabrigados e desalojados; -Redução das oportunidades de trabalho relacionadas com o manejo florestal.





0 comentário
radio_bar2.png

Ouça ao vivo!