• Adriana Valadares

Defensoria Pública de Minas dá início a mutirão de reconhecimento de paternidade

Os interessados em participar do mutirão de reconhecimento de paternidade já podem se inscrever na Defensoria Pública de Minas Gerais. Neste ano, por conta da pandemia de Covid-19, a ação será totalmente virtual.

O “mutirão direito a ter pai 2020" vai até o dia 30 de setembro nos canais digitais das 33 unidades da Defensoria Pública em Minas. Esta é a 8ª edição estadual do mutirão que é promovido todo ano. Todo o serviço é de graça. Nos casos em que será necessário o exame de DNA, a coleta será realizada nos laboratórios em que a Defensoria Pública tem convênio. A marcação é feita pela própria defensoria, com horários pré-determinados, para respeitar a distância social imposta pela pandemia. Para aqueles que quiserem fazer o reconhecimento espontâneo será feita sessão virtual entre eles e um defensor. Após a sessão, as partes receberão o termo de reconhecimento. As informações sobre como participar estão disponíveis no site da defensoria. Documentação necessária

  • certidão de nascimento daquele que pretende ser reconhecido, sem o nome do pai ou da mãe na certidão de nascimento;

  • documento pessoal com foto;

  • comprovante de endereço;

  • documento pessoal do representante legal, no caso de requerente menor;

  • nome, número de telefone e endereço do suposto pai.


5 visualizações
logo-rodape-novo.png

A Rádio da Massa é a primeira emissora de rádio da América Latina, personalizada, criada e produzida exclusivamente, 100% para a torcida de um grande clube de futebol, o Galo!

  • whatsapp (1)
  • Instagram - White Circle
  • Twitter - Círculo Branco
  • Facebook - Círculo Branco
  • YouTube - Círculo Branco

Ouça ao vivo!