• Adriana Valadares

Definição em prefeituras de quatro cidades mineiras saiu neste domingo, com o 2º turno das eleições


Mais de 1,2 milhão de eleitores mineiros voltaram às urnas para votar nesse domingo (29), no segundo turno das eleições para prefeitos nas cidades de Contagem, Governador Valadares, Juiz de Fora e Uberaba.


CONTAGEM

Marília Campos (PT) foi eleita neste domingo (29) para os próximos quatro anos. Com 100% das urnas apuradas, a candidata teve 51,35% dos votos válidos.

Felipe Saliba (PRTB) teve 48,65% dos votos.

A eleição em Contagem teve 22,94% de abstenção, 3,94% votos brancos e 8,73% votos nulos.

A apuração foi apertada. Os candidatos se revezaram na liderança mais de quatros vezes. Com as 97% das urnas apuradas, a diferença chegou a apenas quatro votos. Ao final da apuração, Marília teve 147.768 votos e Saliba teve 139.987 votos.

Marília Campos tem 59 anos, é casada, tem superior completo e declara ao TSE a ocupação de deputada. Ela tem um patrimônio declarado de R$ 839.538,64.

Contagem é a segunda maior cidade da Grande BH e possui quase 700 mil habitantes, distribuídos em 300 bairros (entre regulares e irregulares). As principais atividades econômicas do município são serviços, comércio e indústria.


GOVERNADOR VALADARES

André Merlo, do PSDB, foi reeleito prefeito de Governador Valadares nesse domingo (29). Ao fim da apuração, ele teve 57,74% dos votos válidos. Foram 71.764 no total.

O candidato derrotou Dr. Luciano (PSC), com quem disputava o segundo turno da eleição, que teve 52.515 votos, representando 42,26% dos votos válidos. Ao todos, foram 137.715 votos no segundo turno, sendo que os votos brancos foram 5.038 (3,66%) e os nulos foram 8.398 (6,10%). A abstenção foi de 76.171 eleitores, representando 35,61% do eleitorado da cidade. André Merlo tem 54 anos, é casado, tem superior completo e declara ao TSE a ocupação de engenheiro. Ele tem um patrimônio declarado de R$ 9.183.401,23. o vice é David Barros, do DEM, que tem 41 anos.


JUIZ DE FORA

Margarida Salomão, do PT, foi eleita neste domingo (29) a primeira mulher prefeita na história de Juiz de Fora. Ela derrotou nas urnas Wilson Rezato, do PSB, com quem disputou o segundo turno das eleições. O resultado foi confirmado com 54,98%% das urnas apuradas, às 19h14.

Ao fim da apuração, segundo dados do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Margarida teve 144.529 votos (54,98%), ante 118.349 votos para Wilson, que representa 45,02%.

A eleição em Juiz de Fora teve 119.497 abstenções, 7.992 votos brancos e 19.972 votos nulos.

Margarida Salomão tem 70 anos e nasceu em Juiz de Fora. É professora universitária, formada em Letras pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), com mestrado em Linguística pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e doutorado pela Universidade de Berkeley, nos Estados Unidos.

Foi reitora da UFJF por dois mandatos consecutivos, entre 1998 e 2006. Na carreira política, foi secretária municipal de Administração e de Governo da Prefeitura de Juiz de Fora entre os anos 1983 e 1988. É deputada federal pelo Partido dos Trabalhadores (PT) desde janeiro de 2013, sendo reeleita em 2018 com 89.378 votos.

Esta é a quarta vez que Margarida disputa o cargo de chefe do Executivo. Em todas as eleições, a deputada chegou ao segundo turno. No último pleito, ela teve 42,13% dos votos válidos, em disputa com o ex-prefeito Bruno Siqueira (MDB).

UBERABA

Elisa Araújo (Solidariedade), foi eleita neste domingo (29) prefeita de Uberaba (MG) para os próximos quatro anos. Com 99,85% das seções totalizadas, Elisa teve 85.892 votos, representando 57,37%. O vice é Moacyr Lopes, do mesmo partido.

Esta é a primeira vez que uma mulher é eleita como chefe do Executivo na história de Uberaba. Esta também será a primeira vez que Elisa ocupará um cargo público. A candidata derrotou Tony Carlos (PTB), que ficou em segundo lugar com 42,63%% dos 63.836 votos.

Natural de Brasília (DF), Elisa Araújo tem 38 anos, é formada em Arquitetura e Urbanismo e especialista em gestão de negócios. Atua no setor industrial e foi a primeira mulher a assumir a presidência da Federação Industrial do Estado de Minas Gerais (Fiemg) - Regional Vale do Rio Grande.





0 comentário
radio_bar2.png

Ouça ao vivo!