• Adriana Valadares

Em quatro dias, BH teve 10 estabelecimentos interditados e 5 multados

Nos primeiros dias após o início de mais um período de restrições no comércio em Belo Horizonte, os fiscais de Controle Urbanístico e Ambiental da prefeitura interditaram 10 estabelecimentos e aplicaram 5 multas por descumprimento de regras contra o coronavírus. As autuações ocorreram entre sexta-feira (5) e segunda-feira (8).

As ações contaram com o apoio dos agentes da Guarda Municipal. O valor das multas aplicadas é de R$ 18.359,66.

Diante do avanço da pandemia na capital, a Prefeitura de Belo Horizonte informa que intensificou a fiscalização para garantir o cumprimento do decreto municipal. As ações estão sendo realizadas em todas as nove regiões da cidade.


Veja a seguir quais atividades não estão autorizadas a funcionar em BH com o decreto:

Artigos de bomboniere e semelhantes;

Artigos de iluminação;

Artigos de cama, mesa e banho;

Utensílios, móveis e equipamentos domésticos, exceto eletrodomésticos e equipamentos de áudio e vídeo;

Tecidos e armarinho;

Artigos de tapeçaria, cortinas e persianas;

Produtos de limpeza e conservação;

Artigos de papelaria, livraria e fotográficos;

Brinquedos e artigos recreativos;

Bicicletas e triciclos, peças e acessórios;

Cosméticos, produtos de perfumaria e de higiene pessoal;

Veículos automotores;

Peças e acessórios para veículos automotores;

Pneumáticos e câmaras-de-ar;

Comércio atacadista da cadeia de comércio varejista da fase 1;

Cabeleireiros, manicure e pedicure;

Centros de comércio popular instituídos a qualquer tempo por Operações Urbanas visando a inclusão produtiva de camelôs, desde que localizados no Hipercentro ou em Venda Nova.




0 comentário
radio_bar2.png

Ouça ao vivo!