• jornalismo42

Governo de Minas anuncia fim do parcelamento de salários dos servidores a partir de agosto

O governo de Minas Gerais anunciou o fim do parcelamento dos salários dos servidores estaduais, cinco anos após a implementação da medida.

De acordo com o estado, servidores ativos, inativos e pensionistas voltarão a ter os vencimentos depositados integralmente no quinto dia útil de cada mês. O pagamento total será feito a partir de agosto, referente à folha de julho.

Segundo o Executivo, o fim do parcelamento será possível devido à venda da folha de pagamento do estado, concretizada nessa sexta-feira (16) por meio de um pregão.

A oferta vencedora foi a do banco Itaú, de R$ 2,42 bilhões, 18% a mais do que o lance mínimo de R$ 2,052 bilhões exigido pelo estado para concretizar o negócio. O contrato é de cinco anos, mas o valor será depositado integralmente na conta do Tesouro Estadual.

“O parcelamento de salários era uma situação que me incomodava muito e estou muito feliz de conseguir cumprir uma das principais metas do meu governo. Felizmente, graças ao empenho do nosso governo em resolver a situação, ao aumento das receitas do Estado e também à venda da folha, que aconteceu hoje, teremos condições de voltar à normalidade, no que diz respeito ao pagamento dos salários”, afirmou o governador Romeu Zema (Novo). O parcelamento dos salários dos servidores estaduais começou em fevereiro de 2016, no pagamento da folha de janeiro. A medida foi implantada pelo ex-governador Fernando Pimentel (PT) em razão da crise enfrentada pelo estado e era considerada "emergencial" – a previsão inicial era de que durasse 90 dias.

No entanto, o pagamento escalonado foi mantido pelo governador Romeu Zema. Em junho de 2020, a remuneração de servidores da saúde e da segurança pública foi regularizada, mas mais de 480 mil pessoas permaneciam recebendo de forma parcelada.


0 comentário
radio_bar2.png

Ouça ao vivo!