• Adriana Valadares

Macrorregião do Jequitinhonha regride para a "onda vermelha" do Minas Consciente

A macrorregião Jequitinhonha, do estado, regrediu para a onda vermelha do Minas Consciente. A taxa de ocupação de leitos de UTI para pacientes com Covid está em 78%. Segundo o Comitê Extraordinário Covid-19, todas as outras regiões serão mantidas nas ondas definidas na semana passada.

Na onda amarela estão Norte, Sudeste, Triângulo do Norte e Vale do Aço. As regiões Centro, Centro-Sul, Leste, Leste do Sul, Nordeste, Noroeste, Oeste, Sul e Triângulo do Sul seguem na onda vermelha.

A taxa de incidência da Covid-19 em Minas Gerais teve aumento de 9% nos últimos 7 dias. Nas regiões Triângulo do Sul e Oeste, os índices subiram 33% e 38%, respectivamente, nos últimos 14 dias. Já na Região Centro, a taxa caiu 16%, e na Região Noroeste, 23%.

O Comitê ainda progrediu as microrregiões de Araçuaí, Brasília de Minas, São Francisco, Januária, Pirapora, Salinas, Oliveira e Santo Antônio do Amparo para a onda amarela. Já João Pinheiro, Além Paraíba e São Sebastião do Paraíso vão regredir para vermelha. As demais serão mantidas como na semana passada.

Confira a lista completa de cidades que passam para o nível crítico:

  • Além Paraíba

  • Alvorada de Minas

  • Araçuaí

  • Aricanduva

  • Berilo

  • Brasilândia de Minas

  • Capelinha

  • Carbonita

  • Chapada do Norte

  • Coluna

  • Conceição do Mato Dentro

  • Congonhas do Norte

  • Coronel Murta

  • Couto de Magalhães de Minas

  • Datas

  • Diamantina

  • Estrela Dalva

  • Felício dos Santos

  • Francisco Badaró

  • Gouveia

  • Itamarandiba

  • Itamogi

  • Jacuí

  • Jenipapo de Minas

  • João Pinheiro

  • José Gonçalves de Minas

  • Lagoa Grande

  • Leme do Prado

  • Minas Novas

  • Monte Santo de Minas

  • Pirapetinga

  • Pratápolis

  • Presidente Kubitschek

  • Santo Antônio do Aventureiro

  • Santo Antônio do Itambé

  • São Gonçalo do Rio Preto

  • São Sebastião do Paraíso

  • São Tomás de Aquino

  • Senador Modestino Gonçalves

  • Serra Azul de Minas

  • Serro

  • Turmalina

  • Veredinha

  • Virgem da Lapa

  • Volta Grande


Vacinação Segundo o governo de Minas Gerais, houve queda no número de mortes entre a população que recebeu as duas doses. "Entre as pessoas de 90 anos ou mais, a taxa que era de 8,1%, no início da pandemia, caiu para 2,9%. Já para os que têm de 80 a 89 anos a redução foi de 21,7% para 9,8%. Na população de 70 a 79 anos, a taxa de óbitos diminuiu de 28,8% para 16,2%", disse nota da Secretaria de Estado de Saúde. Até esta quinta-feira (20), segundo o governo estadual, 4.389.288 mineiros receberam a primeira dose de vacina contra a Covid-19. A segunda dose, que garante a imunidade completa, foi aplicada a 2.133.446 pessoas.




0 comentário
radio_bar2.png

Ouça ao vivo!