• jornalismo42

Na semana nacional do doador de sangue, Hemominas convoca os voluntários

A Fundação Hemominas informa sobre uma queda superior a 60% nos estoques de sangue dos tipos O positivo e O negativo, de 40% no tipo A negativo e de 25% no tipo A positivo. As baixas são motivos de preocupação quanto ao risco de desabastecimento no estado, já que o quadro é agravado pela pandemia, que impacta o comparecimento de doadores.

Aproveitando a semana nacional do doador de sangue, a Hemominas convoca os voluntários a comparecerem ao hemocentro mais próximo e contribuirem com a normalização do estoque de sangue. O ato solidário, consciente e responsável, pode salvar vidas. A doação pode ser agendada on-line, neste link, ou pelo MG app - Cidadão.

Segurança Vale destacar que a fundação adota todos os cuidados para garantir a segurança dos doadores em suas unidades, assegurando o uso de máscara, o distanciamento e a higienização adequada e frequente de mãos, como recomendam a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e a Organização Mundial de Saúde (OMS). Para doar Entre os requisitos básicos para doar, é necessário estar em boas condições de saúde, ter entre 16 e 69 anos, pesar mais de 50 quilos, estar descansado e alimentado no momento da doação, e apresentar documento original e oficial com foto. Candidatos à doação de sangue que foram infectados por covid-19, após diagnóstico clínico e/ou laboratorial ficam inaptos por 30 dias, após completa recuperação. Já doadores que tiveram contato com casos confirmados de coronavírus devem esperar 14 dias após a última interação com essas pessoas. Devido à pandemia, o candidato que apresentar qualquer sintoma respiratório, mesmo leve, deve aguardar 30 dias após recuperação para doar. No site da Fundação Hemominas estão descritas todas as condições e restrições para doação de sangue.

Vacinas A vacinação contra a covid-19 também impacta o comparecimento de doadores nas unidades, já que existe um período de inaptidão após cada dose. Esse prazo depende do imunizante recebido: - Coronovac / Sinovac: 48 horas - AstraZeneca / Fiocruz: sete dias - Pfizer / BioNTech: sete dias - Janssen-Cilag: sete dias - Sputnik V: sete dias - Covaxin / Bharat Biotech: 48 horas - Moderna: sete dias


0 comentário
radio_bar2.png

Ouça ao vivo!