• Adriana Valadares

Nova audiência, para definir indenização da Vale por Brumadinho, termina sem acordo

Mais uma audiência entre o Governo de Minas, órgãos da Justiça e a mineradora Vale foi realizada nesta quinta-feira (7) e terminou sem acordo. Com base em estudo da Fundação João Pinheiro, o governo pede R$ 54 bilhões em indenização por danos morais coletivos e danos materiais e econômicos pelo rompimento da barragem da empresa em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

O terceiro vice-presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), desembargador Newton Teixeira de Carvalho, afirmou que os valores devem ser discutidos na semana que vem. "Estamos fechando algumas temáticas: o que a Vale deve fazer, o que ela deve pagar, como vai ser a gestão desse dinheiro junto às comunidades atingidas, para depois verificarmos o valor."

O secretário-geral do Governo de Minas, Mateus Simões, acredita que o acordo será fechado antes de o crime socioambiental da Vale completar dois anos, no dia 25 de janeiro. "Não é possível se imaginar que vamos chegar aos dois anos de rompimento da barragem ainda discutindo um possível acordo. Acho que, para todos aqui, está claro que temos um limite de prazo se aproximando que não é apenas simbólico, mas é uma questão de respeito àqueles que foram atingidos."

O rompimento da barragem da Mina Córrego do Feijão matou 270 pessoas e dois bebês que estavam nos ventres das mães. Permanecem desaparecidas 11 vítimas.



0 comentário
logo-rodape-novo.png

A Rádio da Massa é a primeira emissora de rádio da América Latina, personalizada, criada e produzida exclusivamente, 100% para a torcida de um grande clube de futebol, o Galo!

  • whatsapp (1)
  • Instagram - White Circle
  • Twitter - Círculo Branco
  • Facebook - Círculo Branco
  • YouTube - Círculo Branco

Ouça ao vivo!