• jornalismo42

Outubro Rosa: Instituto Mário Penna realiza 2 mil mamografias gratuitas em BH

Durante o mês de outubro, o Instituto Mário Penna, em parceria com a Prefeitura de Belo Horizonte (PBH), disponibiliza 2 mil mamografias gratuitas para mulheres a partir dos 50 anos que não fizeram o exame nos últimos 12 meses.

A ação é parte da campanha Outubro Rosa do instituto que, este ano, tem como tema “A prevenção é de todas as cores”. Segundo o instituto, o objetivo é ampliar a ação social da campanha, dando "visibilidade a diferentes padrões estéticos", ressignificando olhares e questionando desigualdades.

O agendamento deve ser feito pelo telefone 3349-1212, de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h; e aos sábados, das 7h às 18h. Saiba mais no site da institução. Funcionárias da instituição, que se enquadram no grupo contemplado, poderão fazer o exame por meio de plano de saúde, sem cobrança de participação.

De acordo com a coordenadora da residência médica de mastologia do Instituto Mário Penna Kerstin Kapp Rangel, a mamografia deve ser feita anualmente por mulheres entre os 50 e 69 anos, a fim de favorecer o diagnótico da doença em sua fase inicial.

“A mamografia é o único exame capaz de reduzir em, aproximadamente, 30% a mortalidade por câncer de mama, pois permite a detecção da doença mais precocemente, antes do aparecimento das alterações palpáveis", afirma ela. O diagnóstico precoce do câncer de mama significa 95% de cura com tratamento, apontam dados do Instituto Nacional de Câncer (Inca). Um levantamento do instituto mostrou que 8.250 casos da doença foram identificados em Minas gerais em 2021, sendo o tipo de câncer mais comum em mulheres.

Os principais sitomas da doença são nódulos unilaterais e indolores na mama ou axila; retração, vermelhidão ou descamação unilateral nos mamilos; saída expontânea e unilateral de secreção branca, ou sanguinolenta do mamilo.

Fatores hereditários e hábitos de vida também são relevantes para um possível diagnóstico.





0 comentário
radio_bar2.png

Ouça ao vivo!