• jornalismo42

PBH cria comitê para rever contrato com empresas de ônibus e preço das passagens na capital

A Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) criou um comitê para discutir mudanças no contrato do transporte coletivo da capital. Entre as medidas que vão ser estudadas, está a revisão tarifária. Todo esse processo será avaliado pelo comitê, cuja criação teve decreto publicado no Diário Oficial.

De acordo com o documento, o objetivo é definir um serviço melhor e mais atrativo para o cidadão, para frear o crescimento do transporte individual na cidade. O comitê também vai avaliar o conforto e o tempo de deslocamento dos passageiros, redução de custos operacionais e a possibilidade de subsidiar a tarifa por meio de “incentivos financeiros”. O secretário municipal Josué Valadão, de Obras e Infraestrutura, vai coordenar os trabalhos desse grupo, que vai contar também com:

  • Alberto Lage – chefe de Gabinete do prefeito Alexandre Kalil (PSD);

  • Diogo Prosdocimi – diretor-presidente da BHTrans;

  • Representante da Procuradoria Geral do Município;

  • Representante do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Belo Horizonte (Setra-BH);

  • Representante da Sociedade Civil – Será indicado pelo secretário de Obras e Infraestrutura.

  • Três vereadores da Câmara - Serão indicados pela presidente Nely Aquino (Podemos).

Ainda segundo o decreto, o comitê terá caráter consultivo e poderá solicitar informações aos demais órgãos e entidades ligadas à PBH. O prazo para conclusão dos trabalhos é de 90 dias.


O que diz o SetraBH:

"O SetraBH informa que apoia a iniciativa e ressalta que sempre esteve aberto a todas as discussões que tenham como objetivo a modernização do sistema. A entidade entende que o problema do setor é complexo, e que, todas as propostas e sugestões para melhoria do sistema, precisam ser pensadas contemplando a sua fonte de custeio, que no modelo atual é majoritariamente pago pelo usuário com a tarifa."


0 comentário
radio_bar2.png

Ouça ao vivo!