• jornalismo42

PBH e Dnit estão próximos de acordo para construção de área de escape no Anel Rodoviário

O Anel Rodoviário de Belo Horizonte pode ganhar áreas de escape, com o objetivo de evitar os graves e constantes acidentes no local.

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) aprovou a proposta de um acordo com a prefeitura da capital.

Inicialmente, o projeto da saída de emergência refere-se ao trecho localizado entre os bairros Olhos D’agua e Betânia, na altura do km 641, onde acidentes são registrados com frequência.

A área de escape é uma estrutura de concreto, semelhante a uma piscina, com cerca de 100 metros de comprimento e cheia de brita, fragmentos de rocha utilizados em construções.

O motorista percebe que está em situação de dificuldade e, propositalmente, sai para a caixa de brita. E o atrito que vai promover com a brita freia o caminhão", afirma José Carlos Mendanha, diretor de sinalização viária da BHTrans.

Segundo a BHTrans, o projeto, com um custo estimado de R$4 milhões, ainda está no papel, mas já tem aprovações importantes, como a da Via 040, responsável pela administração do trecho, da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e agora do DNIT, definida durante reunião.

Em 2020, o Anel Rodoviário foi palco de 1.743 acidentes - ou seja, uma média de 4,7 acidentes por dia. Entre janeiro e junho deste ano, foram 924, o que representa uma média de 5,1 acidentes por dia.



0 comentário
radio_bar2.png

Ouça ao vivo!