• jornalismo42

PBH fez mais de 10 mil abordagens para verificar o cumprimento das normas contra a covid neste ano

A Guarda Municipal de Belo Horizonte realizou neste ano 10.113 abordagens, tanto por meio de denúncias, quanto por ações espontâneas, de fiscalização de desrespeito às normas sanitárias decretadas pela prefeitura para combater a Covid-19 na capital mineira. A informação foi divulgada pelo Executivo municipal, em nota à imprensa. O texto detalha que “os números se referem ao período de 1º de janeiro deste ano a 18 de junho” e que “em 4.392 casos os estabelecimentos já estavam fechados no momento em que as equipes chegaram, sendo que em outras 2.630 situações o local estava cumprindo as determinações sanitárias ou se adequaram imediatamente”.

Houve 1.088 ocorrências nas quais as pessoas que desrespeitavam as normas foram orientadas e se comprometeram a “tomar providências necessárias” e outras 2.003 “acataram a determinação de encerrar eventos com aglomeração de pessoas”.

Os agentes municipais emitiram 281 multas, fixadas em R$ 100, por ausência do uso de máscaras em Belo Horizonte.

“Atualmente, todo o efetivo da Guarda Municipal, composto por mais de 2 mil agentes, tem permanecido nas ruas, dividido em turnos, empenhado em apoiar a Subsecretaria de Fiscalização (Sufis) na abordagem a comércios, empresas e espaços públicos da capital, verificando o cumprimento das medidas preventivas e dos horários de funcionamento estipulados nos decretos”, ressalta a prefeitura.

O comandante da Guarda Municipal, Rodrigo Sério Prates, afirmou, no texto, que “cabe cumprir a lei”, mas com “sensibilidade”. “A corporação entende que a atividade da Prefeitura, na qual a Guarda Municipal está envolvida, soma forças com as outras áreas para contribuir para que vidas sejam preservadas. O trabalho continua, uma vez que a pandemia não acabou”, declarou.

Balanço de 2020

No ano passado, entre 20 de março e 31 de dezembro, foram realizadas 47.993 abordagens “em lojas, centros comerciais, clubes, quadras esportivas e praças”. Dessas, “resultaram no fechamento consensual de 19.467 estabelecimentos que estavam em desacordo com as determinações, sem que houvesse a necessidade de interdição”.

Entre 14 de julho e o último dia de dezembro de 2020, 17 mil abordagens de “conscientização” para uso de máscaras ocorreram, e 88 multas por desrespeito ao uso do item de proteção foram aplicadas.



0 comentário
radio_bar2.png

Ouça ao vivo!