• Adriana Valadares

PBH já interditou 25 estabelecimentos desde o início da Onda Roxa; uma multa foi aplicada

Uma semana após a implantação da Onda Roxa, medida mais restritiva do programa Minas Consciente, a Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) interditou 25 estabelecimentos que insistiram em descumprir os decretos que visam barrar o avanço da pandemia da Covid-19 na cidade. Uma multa, de R$ 18.359,66, foi aplicada durante fiscalizações, entre 17 e 21 de março.

As ações, que contaram com o apoio de agentes da Guarda Municipal, são realizadas diariamente, durante patrulha nas ruas e após denúncias da população. A fiscalização, segundo a PBH, foi reforçada para garantir o cumprimento do decreto e está sendo realizada em todas as nove regionais.

Os estabelecimentos que desrespeitarem as regras estarão sujeitos à interdição e multa de R$ 18.359,66. Os moradores podem auxiliar o poder público notificando as irregularidades nos canais oficiais da Prefeitura (APP PBH, portal de serviços e telefone 156).

Onda Roxa

Desde a última quarta-feira (17) todos os 853 municípios mineiros estão na Onda Roxa do programa Minas Consciente. Na prática, o funcionamento do comércio fica limitado aos serviços essenciais. Há restrição de circulação de pessoas, por meio do toque de recolher, entre 20h e 5h, todos os dias.

As regras também incluem a proibição de circulação sem o uso de máscara e de pessoas com sintomas gripais, exceto para a realização ou acompanhamento de consultas ou exames. Também fica proibida a realização de reuniões presenciais, inclusive de membros da mesma família que não moram juntos. Confira todas as regras e o que pode funcionar durante o período de restrição pelo link.



0 comentário
radio_bar2.png

Ouça ao vivo!