• jornalismo42

PBH libera shows, teatros, congressos, eventos diversos e reabertura do comércio aos domingos

A prefeitura de Belo Horizonte anunciou, nesta quinta-feira (1º), a liberaração de eventos e mais atividades na cidade. A decisão foi justificada pela redução nos indicadores da Covid-19, que ganhou força com a vacinação.

Serão liberados eventos, teatros, atividades sócio-culturais, de frequência esporádica, com protocolo que será detalhado posteriormente no portal da prefeitura. A publicação do decreto com a formalização será neste sábado (3), data em que esta nova flexibilização entra em vigor.

Além disso, comércio não-essencial vai poder reabrir aos domingos, e bares e restaurantes, que já estão funcionando, poderão também ter música ao vivo, com os mesmos protocolos de antes. Os espaços kids, para recreação das crianças, passam a ser permitidos nesses locais pela primeira vez desde o início da pandemia.

Shows e teatros serão com público sentado, com limite de 600 pessoas. Se este show ou teatro tiver alimentação ou bebida, terá limite de 400 pessoas.

No caso de cinema, museu e galeria, o funcionamento seguirá as regras do ano passado, com 50% de sua capacidade, obedecendo critérios de metragem quadrada por pessoa.

Eventos sem cunho comercial, como festas de aniversários e casamentos, serão autorizados, desde que com testagem obrigatória.

Todos os eventos precisarão ser comunicados à prefeitura, mesmo aqueles que estão sendo realizados em locais com alvará.

A partir do dia 1º de agosto, feiras e congressos também serão liberados, com limite de 600 pessoas por evento. Caso haja demanda de evento maior, será analisado tecnicamente.


O secretário de Saúde, Jackson Machado, justificou a nova flexibilização pelos indicadores que monitoram a pandemia na capital, que estão mais favoráveis. Mas ressalvou que a pandemia "está longe de acabar".

"A pandemia está longe de acabar. A vacinação espero que permita que a gente tenha proximidade do que a gente achava que era normal antes da pandemia. Mas por enquanto, vamos manter as medidas todas de proteção com muita responsabilidade, para que não tenhamos que parar de novo", disse Machado. De acordo com ele, o índice de transmissão por infectado, RT, está em 0,89. A taxa de ocupação de leitos de terapia intensiva está em 65,1% e de enfermaria em 49,1%.

Quanto à vacinação, Belo Horizonte tem 1.094.693 pessoas vacinadas com a primeira dose, ou seja, 53,7% do público-alvo. Com a segunda dose, são 423.096 pessoas, o que corresponde a 20,8%.

“Estes números explicam por que estes índices, taxas de ocupação, estão caindo desta forma tão importante e que nos alegra. Por causa desta queda, o Comitê decidiu pela liberação de eventos”, disse o secretário de Saúde. O infectologista que é integrante do Comitê de Enfrentamento à Covid-19 Unaí Tupinambás se mostrou otimista, mas preocupado com a variante delta, que surgiu na Índia e está se espalhando pelo mundo.

"Temos que vacinar rápido, manter distanciamento social, uso da máscara, lavação de mãos e, claro, seguir rigorosamente o protocolo sanitário, que é redução de danos isso, tentando normatizar uma atividade que estava acontecendo. Estou com esperança que no final do ano nós tenhamos uma situação menos dramática", afirmou.

Perguntado se haverá um momento em que as pessoas poderão deixar de usar máscaras, como nos Estados Unidos, Machado criticou a falta de informações por parte do estado sobre distribuição de novas doses de vacinas.

"É impossível dizer, porque até agora não recebemos informação de quantas doses serão disponibilizadas para Belo Horizonte, na remessa que chegou ontem. Se chegarem a BH 240 mil doses, conseguiremos vacinar até 40 anos. Mas quando vai chegar, não sei", falou. O ritmo da vacinação também deve ditar o carnaval no próximo ano, segundo o secretário. “Se a gente tiver a vacinação adequada das pessoas, é possível que haja”.


Veja o que pode funcionar em BH a partir de 3 de julho:

  • Comércio varejista não contemplado na fase de controle: Diariamente, entre 9h e 20h

  • Comércio atacadista da cadeia de atividades do comércio varejista autorizada a funcionar, exceto comércio atacadista de recicláveis: Diariamente, entre 5h e 17h

  • Cabeleireiros, manicures e pedicures: Diariamente, sem restrição de horário

  • Atividades de estética e outros serviços de cuidados com a beleza, clínicas de estética: Diariamente, sem restrição de horário

  • Atividades autorizadas em funcionamento no interior de galerias de lojas e centros de comércio: Diariamente, entre 9h e 20h

  • Atividades autorizadas em funcionamento no interior de shopping centers: Diariamente, entre 10h e 21h

  • Atividades no formato drive-in: Diariamente, sem restrição de horário

  • Atividades de condicionamento físico: academia, centro de ginástica e estabelecimentos de condicionamento físico, inclusive no interior de galerias de lojas, centros de comércio e shopping centers: Segunda-feira a sábado, sem restrição de horário

  • Serviços de alimentação, para consumo no local: restaurantes, cantinas, sorveterias, bares e similares, inclusive aqueles no interior de galerias de lojas, centros de comércio, shopping centers e clubes de serviço, de lazer, sociais ou esportivos: Diariamente, entre 11h e 22h. A retirada no local é permitida até as 21h e não há restrição de horário para a entrega em domicílio (música ao vivo e espaço kids estarão permitidos nos bares e restaurantes)

  • Comércio de alimentos em veículo automotor e em veículo de tração humana: Diariamente, entre 11h e 21h

  • Atividades presenciais em escola para ensino de esportes, música, arte e cultura; escola de idiomas; cursos diversos e centros de treinamento; centro de formação de condutores e cursos preparatórios: Segunda-feira a sábado, sem restrição de horário

  • Atividades presenciais em creche e escola de ensino infantil: Segunda-feira a sábado, sem restrição de horário

  • Atividades presenciais em escolas de ensino fundamental: Segunda-feira a sábado, sem restrição de horário

  • Clubes de serviço, de lazer, sociais, esportivos e similares: Diariamente, sem restrição de horário

  • Parques de diversão e parques temáticos licenciados para essa finalidade ou mediante licenciamento específico: Diariamente, sem restrição de horário

  • Cinemas: Sem restrição de horário, inclusive para os cinemas no interior de shopping centers

  • Museus e galerias de arte: Diariamente, sem restrição de horário

  • Teatros, shows e espetáculos com público sentado, em propriedade pública ou privada, com assentos fixos já licenciados para esta finalidade ou outros espaços mediante licenciamento específico: Horário licenciado

  • Eventos sociais em propriedade licenciada para essa finalidade, mediante comunicação com dois dias úteis de antecedência para o e-mail sufis@pbh.gov.br, conforme portaria: Diariamente, sem restrição de horário

  • Eventos sociais em espaços não residenciais não licenciados para esse fim, mediante licenciamento específico: Diariamente, sem restrição de horário

  • A partir de 1º de agosto: Feiras, exposições, congressos, seminários e eventos corporativos, em propriedade pública ou privada licenciadas para essa finalidade ou mediante licenciamento específico: Horário licenciado



Lista de atividades consideradas essenciais, que seguem funcionando nos seguintes horários:

  • Padarias (permitido o consumo no local): todos os dias, entre 5h e 22h. O consumo de bebidas alcoólicas no local deve observar as restrições dos demais serviços de alimentação

  • Comércio varejista de laticínios e frios: todos os dias, entre 7h e 21h

  • Açougue e Peixaria: todos os dias, entre 7h e 21h

  • Hortifrutigranjeiros: todos os dias, entre 7h e 21h

  • Minimercados, mercearias e armazéns: todos os dias, entre 7h e 21h

  • Supermercados e hipermercados: todos os dias, entre 7h e 22h

  • Comércio varejista de mercadorias em lojas de conveniência ou similares (vedado o consumo no local): Segunda a sábado, entre 7h e 18h

  • Artigos farmacêuticos: Sem restrição de horário

  • Artigos farmacêuticos, com manipulação de fórmula: Sem restrição de horário

  • Comércio varejista de artigos de óptica: Sem restrição de horário

  • Artigos médicos e ortopédicos: Sem restrição de horário

  • Tintas, solventes e materiais para pintura: todos os dias, entre 7h e 21h

  • Material elétrico e hidráulico, vidros e ferragens: todos os dias, entre 7h e 21h

  • Madeireira: todos os dias, entre 7h e 21h

  • Material de construção em geral: todos os dias, entre 7h e 21h

  • Combustíveis para veículos automotores: Sem restrição de horário

  • Peças e acessórios para veículos automotores: todos os dias, entre 8h e 17h

  • Comércio varejista de gás liquefeito de petróleo (GLP): todos os dias, sem restrição de horário

  • Comércio atacadista da cadeia de atividades do comércio varejista da fase de controle: 5h às 17h (Deve-se observar os dias da semana permitidos para o funcionamento de cada atividade)

  • Agências bancárias: instituições de crédito, seguro, capitalização, comércio e administração de valores imobiliários: Sem restrição de horário

  • Casas lotéricas: Sem restrição de horário

  • Agência de correio e telégrafo: Sem restrição de horário

  • Comércio de medicamentos, artigos e alimentos para animais de estimação: Sem restrição de horário

  • Atividades de serviços e serviços de uso coletivo, exceto os especificados no art. 2º do Decreto nº 17.328, de 8 de abril de 2020: Sem restrição de horário

  • Atividades industriais: Sem restrição de horário

  • Banca de jornais e revistas: todos os dias, sem restrição de horário

  • Restaurantes, lanchonetes, bares e estabelecimentos congêneres no interior de hotéis, pousadas e similares, para atendimento exclusivo aos hóspedes, nos termos do art. 4º do Decreto nº 17.328, de 2020: Sem restrição de horário

  • Atividades autorizadas em funcionamento no interior de shopping center, galerias de loja e centros de comércio: Deverão ser observados os horários de cada atividade

  • Nos estabelecimentos que possuem estacionamento internalizado é permitida a retirada no formato drive-thru: Sem restrição de horário

  • Celebração presencial de cultos, missas e demais atividades de caráter coletivo: Sem restrição de horário, mas seguindo protocolo (1 pessoa a cada 7 m² no máximo na área do público, adoção do uso de máscara, distanciamento entre pessoas nos assentos e higienização de mãos e do ambiente)

  • Utilização de praças, pistas de caminhada ou de corrida e outros locais públicos para a prática de atividades de esporte e lazer coletivas ou individuais: todos os dias, sem restrição de horário



0 comentário
radio_bar2.png

Ouça ao vivo!