• jornalismo42

PBH passará a exigir CPF para cadastramento escolar

A Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) informou que vai passar a exigir, de forma obrigatória, o número do Cadastro de Pessoa Física (CPF) do candidato a uma vaga na rede municipal de ensino. A medida vai valer para a Educação Infantil, Ensino Fundamental e Educação de Jovens e Adultos (EJA). Ou seja, até as crianças vão ter que apresentar o documento.

Em BH, o Cadastro Escolar para 2022 começa em agosto, e será a primeira vez que o CPF do aluno candidato à vaga também terá que ser informado. "Com a medida, a secretaria municipal evitará a duplicidade de candidaturas e, consequentemente, dará maior agilidade e segurança ao processo de inscrição", justificou a Secretaria Municipal de Educação (Smed).

O cadastro escolar será realizado somente para novos estudantes que residam na capital e que, atualmente, não estejam matriculados na rede municipal e todo o processo de inscrição será realizado de modo on-line no site da prefeitura. "Não será necessária a inscrição para os alunos que já estudam na Rede Municipal ou na Rede Parceira de Belo Horizonte e que permanecerão na mesma escola em 2022", destacou o executivo.

A Smed informou que o calendário do Cadastro Escolar será divulgado em breve pela Secretaria Municipal de Educação.

Tirar o documento

Nos últimos anos, o número do CPF já vem sendo incluído nas certidões de nascimento no ato do registro civil das crianças. Os responsáveis também podem solicitar o registro do CPF no site da Receita Federal, assim como nas agências dos Correios e da Caixa Econômica Federal.



0 comentário
radio_bar2.png

Ouça ao vivo!