• Adriana Valadares

Preços de hortifruti têm diferença de até 300% em Belo Horizonte


Foto: reprodução internet

Pesquisa do site Mercado Mineiro aponta que preço dos produtos hortifruti está com uma variação que vai de 50% a 300% em Belo Horizonte. A pesquisa comparou preços médios do início de junho com final de julho (quase dois meses).


Por causa do frio, as verduras estão mais caras. É o caso da couve e do alface, por exemplo.


As frutas também tiveram um aumento. O limão taiti que custava em média R$ 3,86 subiu para R$ 4,37, um aumento de 13%. O mamão havaí subiu de R$ 3,55 para R$ 4,17, um acréscimo de R$ 17,37%. Já a banana caturra subiu de R$ 2,61 para R$ 2,84, um aumento de 8,77%. A maçã fuji que custava R$ 7,32 subiu para R$ 7,72, alta de 5,48%. O caqui subiu de R$ 3,64 para R$ 4,11, um aumento de 12.78%.


Mas a boa notícia é que alguns produtos tiveram queda, como a batata. O quilo da batata inglesa que custava em média R$ 6,11 caiu para R$ 3,40, uma redução de 44%. O quilo da cebola branca que custava em média R$ 7,55 caiu para R$ 4,99, uma queda de 34%.

Já a cenoura caiu de R$ 3,33 para R$ 2,70, uma redução de 19%. O tomate caiu de R$ 4,02 para R$ 2,92, uma redução de 27,48%.


Para não sair tanto do orçamento, a dica é equilibrar na compra, dando preferência aos produtos que tiveram queda.


As informações detalhadas, com as variações por itens, além dos endereços dos locais pesquisados estão no site Mercado Mineiro.

0 visualização
logo-rodape-novo.png
  • whatsapp (1)
  • Instagram - White Circle
  • Twitter - Círculo Branco
  • Facebook - Círculo Branco
  • YouTube - Círculo Branco

Ouça ao vivo!