• jornalismo42

Reunião entre CBTU e metroviários termina sem acordo e greve continua

A audiência de conciliação entre o Sindicato dos Empregados em Transportes Metroviários e Conexos de Minas Gerais (Sindimetro-MG) e a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), que ocorreu na tarde dessa segunda-feira (27), terminou sem acordo. O presidente do Sindimetro, Romeu Machado, disse que a greve está mantida.

Na reunião, o sindicato pediu a abertura das negociações com o governo federal para tratar das questões relacionadas com os trabalhadores no processo de privatização. Além disso, pediu também a revogação do item III do artigo 6° da resolução 206 do Conselho do Programa de Parcerias de Investimentos (CPPI), que transfere todos os trabalhadores da capital para uma subsidiária que ainda não foi criada.

A CBTU disse que "não há possibilidade de acordo dos fatos indicados como motivadores da greve por se tratar de assunto de decisões políticas sobre qual a companhia não tem autonomia ou interferência". A categoria está em greve desde o dia 23 de dezembro.

O desembargador do Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região (TRT-3), Fernando Luiz Gonçalves Rio Neto, determinou que os metroviários apresentem uma carta com propostas à CBTU até o dia 4 de janeiro.

O Sindimetro informou que a categoria irá realizar uma assembleia nesta terça-feira (28), às 14h, na Estação Central, para definir se a greve continua ou não.

Metrô segue funcionando em escala mínima Com a greve mantida, o metrô de Belo Horizonte continua funcionando em escala mínima determinada pela liminar do Tribunal Regional do Trabalho.

Os horários de funcionamento são das 5h30 às 10h e das 16h30 às 20h com 100% dos trens operando normalmente nestes horários.


0 comentário
radio_bar2.png

Ouça ao vivo!