• jornalismo42

Secretário Municipal de Saúde informou que a imunização em BH não foi ampliada por falta de vacina

A Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) esperava receber 70 mil doses de vacinas contra a Covid-19 na última remessa que chegou a Minas Gerais. Porém, foram entregues 19.336. A redução surpreendeu a Secretaria Municipal de Saúde, que esperava ampliar a vacinação por faixa etária nesta semana.

A expectativa era ampliar a vacinação nesta semana para 55, 54 e 53 anos. Grávidas sem comorbidades também iriam entrar no plano de imunização da capital. Mas, por causa da redução do número de doses, a medida foi suspensa.

A capital segue aplicando a segunda dose da astrazeneca em profissionais de saúde com mais de 60 anos e a primeira dose a pfizer em gestantes e puérperas com comorbidades.


Segundo a Prefeitura de Belo Horizonte, a cidade recebe, em média, o equivalente a 14% do quantitativo de doses vindas pro estado, apesar de apresentar uma população que representa 12% do contingente estadual. O número de doses recebidas equivale a 3%.

O secretário Jackson Machado disse ainda que não recebeu nenhum comunicado sobre esta redução. A decisão teria partido do Centro de Operações de Emergência em Saúde (Coes) da Secretaria de Estado de Saúde (SES).

"Nós vamos apresentar um ofício ao Ministério da Saúde e ao Ministério Público sobre o assunto", disse o secretário. "Nós não recebemos comunicação nenhuma. A comunicação sempre é 'amanhã vocês vêm buscar as doses'. A determinação do Coes quer dizer que o estado corrobora", falou o secretário.

O governo do estado ainda não se posicionou sobre o assunto.



0 comentário
radio_bar2.png

Ouça ao vivo!