• jornalismo42

Tarifa do metrô de BH continua a R$ 4,25 após CBTU adiar reajuste


O reajuste da tarifa do metrô de Belo Horizonte, que estava previsto para este sábado (20), foi adiado pela Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU). A passagem vai continuar a custar R$ 4,25 – até então, a expectativa era de que o valor subisse para R$ 4,50.

A diretoria da CBTU aprovou o adiamento do reajuste das tarifas na capital mineira e no Recife (PE) após solicitação do ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, que considerou a adoção de medidas mais restritivas para o combate à Covid-19 nas duas cidades. Na capital pernambucana, o custo da passagem seria ampliado de R$ 4 para R$ 4,25. O adiamento vale até o dia 17 de abril, quando a possibilidade de aumento será novamente avaliada. “Em Pernambuco e em Minas Gerais, estão sendo adotadas ações restritivas que vão se estender, ao menos, até o fim de março. Além disso, cerca de 80% dos passageiros da CBTU recebem até um salário mínimo e meio por mês. Por isso, solicitamos a manutenção das tarifas atuais", afirmou o ministro Rogério Marinho, em reunião realizada na sede da CBTU, em Brasília. Em Belo Horizonte, assim como em todo o estado, a onda roxa, que permite apenas o funcionamento de serviços essenciais, ficará em vigor, pelo menos, até o dia 31 de março. Em nota, a CBTU informou que, "como sempre em sua história, está atenta à necessidade de seus usuários e busca considerar o quadro social em suas decisões, de forma a garantir o acesso ao transporte rápido e de qualidade a centenas de milhares de pessoas todos os dias". Relembre os aumentos no metrô de Belo Horizonte:

  • 5 de maio de 2019 – R$ 2,40

  • 7 de julho de 2019 – R$ 2,90

  • 8 de setembro de 2019 – R$ 3,40

  • 3 de novembro de 2019 – R$ 3,70

  • 5 de janeiro de 2020 – R$ 4,00

  • 8 de março de 2020 – R$ 4,25

0 comentário
radio_bar2.png

Ouça ao vivo!