• jornalismo42

Vacinação contra a gripe entra em nova etapa no estado, com foco em idosos e professores

Com baixos índices de imunização até o momento em Minas Gerais, a campanha de vacinação contra a gripe entra, nesta terça-feira (11), em uma nova etapa. Até o dia 8 de junho, o foco são professores e idosos acima de 60 anos.

A meta é vacinar, pelo menos, 90% de cada um dos grupos prioritários. Nesta nova fase, o público-alvo soma quase 3,7 milhões de pessoas, sendo cerca de 3,4 milhões de idosos acima de 60 anos e cerca de 270 mil profissionais da educação. Na primeira fase, que se encerrou nesta segunda-feira (10), o objetivo da campanha era vacinar crianças, gestantes, mulheres que tiveram filho recentemente, profissionais da saúde e indígenas. Mas a baixa procura pela imunização preocupa. De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde (SES), dos aproximadamente 606 mil trabalhares da saúde, até o último dia 9, menos de 170 mil receberam a dose, o que representa apenas cerca de 28%. Entre as crianças, de 6 meses a menores de 6 anos, foram imunizadas pouco mais de 620 mil, o que representa cerca de 43% das 1.446.399 que devem receber a vacina. Em relação às grávidas, a vacinação atingiu 72.015 mulheres, menos de 37,5% do total. Já entre aquelas que a acabaram de dar à luz, o número de vacinadas chegou a 14.855, menos de 47%. A terceira etapa da vacinação, que é a mais abrangente, deve ser realizada entre 9 de junho e 9 de julho. Nela, serão imunizados pessoas com comorbidades e deficiências, caminhoneiros, trabalhadores do transporte coletivo rodoviário de passageiros, portuários, forças de segurança, de salvamento e armadas, funcionários do sistema de privação de liberdade e população privada de liberdade. Até a conclusão desta reportagem, 910.545 doses da vacina contra a gripe foram aplicadas no estado, segundo a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG). "Caso alguma pessoa incluída na primeira fase da Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe não tiver recebido a vacina, poderá receber o imunizante nesta segunda etapa que inicia na terça-feira (11)", disse a SES. Veja abaixo o balanço dos vacinados: 1ª etapa (12/04 A 10/05)

  • Crianças: 1.446.399 estimados – 620.198 vacinados (42,9%)

  • Gestantes: 192.668 estimados – 72.015 vacinados (37,4%)

  • Puérperas: 31.671 estimados – 14.855 vacinados (46,9%)

  • Trabalhadores de Saúde: 606.091 estimados – 169.659 vacinados (27,9%)

  • Povos Indígenas: 12.811 estimados - o painel não disponibilizou a cobertura vacinal

2ª etapa (11/05 A 08/06)

  • Idosos com mais de 60 anos de idade: 3.442.911 estimados

  • Professores: 269.359 estimados

3ª etapa (09/6 a 09/7)

  • Pessoas com comorbidades: 1.295.597 estimados

  • Pessoas com deficiência: 757.450 estimados

  • Forças Armadas: 15.523 estimados

  • População privada de liberdade e adolescentes e jovens em medidas socioeducativas: 64.939 estimados

Vacinação em Belo Horizonte

De acordo com o balanço mais recente da prefeitura de Belo Horizonte, divulgado no último dia 4, 57 mil pessoas se vacinaram contra a gripe, o que equivale a 18% das cerca de 315 mil pessoas do público alvo.

A Secretaria Municipal de Saúde estima que são 34 mil professores, 151 mil crianças de 6 meses a 5 anos, 22 mil gestantes, 3 mil puérperas e cerca de 105 mil trabalhadores da saúde que atuam em hospitais, SAMU, Centros de Saúde e UPAs.

Na capital, com o início das aulas do ensino infantil, a vacinação de professores já havia sido iniciada e agora vai continuar.

Segundo a prefeitura, mesmo com o fim do prazo para imunização do público da primeira fase, a qualquer momento da campanha as pessoas dos grupos já contemplados podem procurar um dos centros de saúde da capital.

Ainda de acordo com a PBH, os locais de vacinação contra a gripe podem coincidir com a aplicação da segunda dose da CoronaVac, já que as salas de vacina são distintas. Para a vacinação com a Pfizer, não é possível devido às especifidades de armazenamento e aplicação do imunizante.

A partir desta terça-feira (11), idosos de 60 anos ou mais poderão se imunizar nos centros de saúde da capital, com exceção das nove Unidades 24h e dos locais de vacinação para o público com comorbidades.

Os endereços dos locais de vacinação podem ser consultados aqui.



0 comentário
radio_bar2.png

Ouça ao vivo!