• jornalismo42

Vale pagará R$96 milhões à Defesa Civil como compensação pela tragédia de Brumadinho, após acordo

Um acordo firmado entre o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) e a mineradora Vale prevê que a mineradora pague R$ 96 milhões à Defesa Civil do estado como forma de compensar parte dos prejuízos causados pelo rompimento da barragem do Córrego do Feijão, em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

A tragédia matou 270 pessoas em janeiro de 2019. Centenas de pessoas foram atingidas pela contaminação do Rio Paraopeba. Segundo o MP, a Vale deverá adquirir veículos, coletes, equipamentos de informática, mobiliário, biblioteca e salas de aula. As aquisições e contratações da mineradora serão aprovadas pela Defesa Civil. Ainda de acordo com o Ministério Público, a tragédia provocou uma sobrecarga na estrutura do órgão que precisou manter parte do seu efetivo na cidade. A Defesa Civil de Minas Gerais tem hoje 53 servidores para atender o estado. Cerca de 90% deste efetivo estiveram em Brumadinho após a tragédia. Este número chegou a mais de 100 pessoas, já que, em situações de crise, servidores do gabinete militar do estado são mobilizados para ações do órgão. No dia 17 de novembro, um outro acordo foi assinado, prevendo investimentos também no Corpo de Bombeiros. A ação faz parte de ações compensatórias que somam mais de R$167 milhões em benefício do Estado.


0 comentário
radio_bar2.png

Ouça ao vivo!